Arquitetos geniais

Os humanos são a única espécie que constrói edifícios não só para cobrir as nossas necessidades de abrigo, trabalho, lazer, etc., mas que são capazes de o fazer de um modo maravilhoso. Os arquitetos geniais, para além de serem muito criativos, têm a capacidade de encontrar soluções engenhosas e, frequentemente, inovadoras, para os desafios de tipo técnico que o seu projeto lhes coloca.

Por exemplo, os arquitetos que projetaram as pirâmides de Egito conseguiram colocar de pé monumentos que conseguiram resistir nada mais e nada menos que 4700 anos! Toda uma proeza que continua a surpreender-nos pela sua magnitude e técnica, sobretudo tendo em conta os meios com os quais contavam na época.

Mas, se falamos de arquitetos contemporâneos, sem dúvida Antoni Gaudí (Reus 1852-1926) merece um posto privilegiado no ranking dos mais geniais. Para além de prestar muita atenção aos detalhes, ser criativo e inovador, dominava diferentes técnicas artesanais como a vidraria, a forja do ferro, a carpintaria, a cerâmica, etc. que combinava de forma magistral nas suas criações conseguindo obras de grande beleza inspiradas na natureza. Não em vão, 7 das suas obras foram consideradas Património da Humanidade pela Unesco.

La Sagrada Familia. Antonio Gaudi

Oscar Niemeyer (Rio de Janeiro 1907-2012) também procurava integrar as suas obras no ambiente, utilizando frequentemente formas ondulantes. Também se caracterizou por utilizar o betão armado de forma habitual graças à versatilidade que este lhe oferecia. Em 1988, ganhou o prémio Pritzker, que viria a ser o “Nobel” dos arquitetos e o galardão que lhes confere maior prestígio internacional.

Congresso Nacional do Brasil – Oscar Niemeyer

Devemos mencionar também Louis Sullivan (Boston 1856-1924), por ser considerado o criador dos arranha-céus modernos graças à utilização da técnica de viga-coluna. Esta técnica permitiu construir edifícios muito mais altos e janelas maiores. As suas obras costumam conter muita ornamentação, para além de enfatizar as linhas verticais para contrastar com a horizontalidade dominante nas construções.

Carson, Pirie, Scott and Company Building—Louis Sullivan

Zaha Hadid (Bagdad 1950-2016) tinha um estilo completamente inovador e, frequentemente, desenhava projetos aparentemente impossíveis de realizar, com formas pouco convencionais e que sugerem movimento. Foi reconhecida pelo seu trabalho com um prémio Pritzker em 2004, para além de acumular um sem-fim de prémios, menções e condecorações.

Centro Cultural Heydar Aliyev – Zaha Hadid

Frank Gehry (Toronto 1929) defensor do desconstrutivismo ou DeCon (movimento arquitetónico de finais dos 80 que se caracteriza pela fragmentação e um processo de design não linear ou retilíneo) concebeu dezenas de edifícios em todo o planeta. O seu estilo é impactante, todo um desafio a nível visual e esteticamente muito diferente de tudo o que tenha visto antes.

Walt Disney Concert Hall – Frank Gehry

Devemos incluir nesta lista de arquitetos geniais Le Corbussier, Denise Scott Brown, Santiago Calatrava, Norman Foster, José Rafael Moneo Vallés, Renzo Piano, etc. e, felizmente, muitos mais! Agradecemos-lhes que nos obsequiem com as suas maravilhosas obras, um luxo para a nossa vista e um orgulho para a humanidade.

Na Eurekakids trabalhamos para conceber brinquedos educativos que despertem o interesse, a curiosidade e a criatividade das crianças para que no dia de amanhã, possam ser Chefs, exploradores, inventores ou génios da arquitetura, como os que hoje reunimos nesta publicação.

Compartilhar em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *