Insônia infantil: como prevenir os transtornos do sono

Entre as possíveis dificuldades que podem surgir durante a infância, aquelas que estão relacionadas com os transtornos do sono em crianças normalmente estão entre as mais temidas, por que afetam diretamente o estado físico e mental tanto dos pais como dos filhos.

Segundo os expertos na matéria, os problemas para dormir das crianças e aqueles relacionados com a insônia infantil são muito mais habituais e variados do que imaginamos: Dificuldade para conciliar o sono, interrupção do mesmo, choro, fome, sede, dificuldades respiratórias, sonambulismo, pesadelos, terrores noturnos…

Igualmente, há muita variedade de opiniões em relação de como atuar nesses casos. Há quem confia em sua própria intuição, há quem siga os conselhos de outros pais, quem prefere seguir as indicações do método do doutor Estivill, quem tenta de tudo e inclusive há quem não sabe o que fazer a respeito.

Insomnio infantil

É normalmente aceito que estabelecer uma rotina prévia ao momento de ir a dormir, e mantê-la, é benéfico às crianças em tanto que lhes prepara para o descanso.

O desejável é que as crianças até os 3-4 anos, acordem cedo pela manhã e tirem um cochilo – não muito longo – ao meio dia, justo depois do almoço que deveria ser entre as 12h e as 13h. Fazer mais tarde pode trazer problemas na hora de dormir e não tirar esse cochilo é pior, já que as crianças chegariam muito cansadas na hora do jantar. É comum que as crianças que estão muito cansadas normalmente se colocam muito nervosas complicando muito o cumprimento das rotinas e provocando situações pouco agradáveis como choros e berrinches por qualquer motivo.

Um bom exemplo de rotinas prévias à hora de dormir, pode consistir em dedicar um pouco do nosso tempo exclusivamente, brincando, conversando, passeando ou qualquer outra atividade com preferência tranquila, depois do qual, um banho relaxante e uma janta não muito forte. Também servirá de ajuda não oferecer muito líquido justo antes de ir a dormir, dessa forma se evitará uma fralda muito cheia que cause incómodos durante a noite e interrompa o sono.

As atividades com mais movimentos, como a psicomotricidade, dançar, correr, ir ao parque, etc., são atividades que deveriam ter lugar depois dos descansos, e não justo antes da janta ou do banho. Também devemos evitar dar doces, chocolate, já que está demonstrado que é fonte de excitação para as crianças.

Sueño en el recién nacido

Por outro lado, as dificuldades respiratórias associadas aos resfriados, tosses, alergias ou infeções do aparelho respiratório superior também complicam o descanso das crianças. Neste caso, pode ser de grande ajuda, levantar um pouco o colchão de modo que a parte superior do corpo esteja mais elevada que o resto. Usar umidificadores ou purificadores de ar e/ou controlar a temperatura do quarto também pode ajudar a manter um melhor conforto. Há quem afirma que um ambiente excessivamente quente pode inclusive induzir a ter pesadelos.

Controlar a iluminação do quarto e evitar barulhos em casa como os que fazemos arrumando a cozinha seriam outros fatores a ter em conta. Existem dispositivos especiais como pontos de luz tênue que iluminam os quartos infantis criando um ambiente especial muito relaxante com suas cores suaves. Mesmo assim, existem engenhosos despertadores que indicam às crianças quando é a hora de dormir e quando é a hora de se levantar mediante uns desenhos simples. Os pais podem programar os despertadores, inclusive com franjas horárias diferentes para os fins-de-semana. Se as crianças têm a idade adequada para compreender esses conceitos e acordam de noite, com somente observar o despertador, entenderão que ainda deverão permanecer na cama.

Por outro lado, se nem as rotinas, nem outras técnicas funcionam, e o pediatra descartou um problema real de saúde, deveremos compreender que cada pessoa é diferente com seus próprios ritmos e temperamentos e que talvez simplesmente há crianças que não precisam um descanso tão prolongado como outros. Em tal caso, se vemos que a criança está bem durante o dia, e tem um nível adequado de concentração, na medida que se espera para sua idade, não se deve dar maior importância ao fato que não durma tantas horas como outros na mesma idade.

Cabe mencionar que há várias opiniões que diferem sobre o fato de que as crianças devem se acostumar a dormir sozinhos e separados de seus pais desde muito pequenos. Sua teoria se baseia no fato que as crianças, por puro sentido natural, buscam a proteção dos pais, e por isso, quando eles não estão perto, sentem insegurança e com medo.

Trucos para dormir a un bebé

Visto assim, se explicaria porque o velho truque de dar-lhes uma blusa com o nosso cheiro lhes acalma e reconforta. Na atualidade, é muito comum o uso de doudous, peluches e mantas que poderiam muito bem ser um substituto da blusa da mamãe.

Existem diferentes truques sobre como dormir a um bebê: passar um suave lenço pelo seu rostinho, colocar um móbil musical no quarto com uma música relaxante, talvez com luzes que desfilem pelo teto, fazer uma massagem, inclusive usar um dispositivo com vibração, todo mundo ouviu histórias sobre como os pequenos pegam no sono com o movimento do carro, inclusive com o barulho da máquina de lavar. Outro curioso método para dormir bebês que funcionam com muitos pais é tão efetivo como inacreditável: incorporar um som contínuo, não muito alto, como o que emite um secador de potência média ou uma máquina depilatória. De todos os modos, devemos prestar muita atenção ao uso de equipamento deste tipo pelo perigo que pode ocasionar aos bebês.

No final, são os país que deverão tirar suas próprias conclusões para resolver a insônia infantil e ajudar os seus filhos – e a si mesmo – a conciliar o sono, para começar um novo dia carregado de energia e bom humor.

Categorias relacionadas:

Compartilhar em:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *