Desenvolvimento infantil: A importância do jogo simbólico

Para as crianças tudo é novo e surpreendente. Estão imersos em um mundo de sensações e experiências que vão assimilando e armazenando a modo de conhecimentos enquanto crescem. É muito importante que os pais proporcionem aos seus filhos o tempo suficiente e necessário para brincar, já que mediante o jogo simbólico, as crianças passarão de ser espectadores da realidade à serem autênticos protagonistas.

Poderão evocar um acontecimento vivido que os tenha impressionado, talvez reviver uma aventura excitante ou simplesmente imitar aos seus pais em qualquer situação cotidiana.

juego-simbolico

Para eles é muito estimulante e divertido inventar situações nas quais possam realizar coisas que talvez na vida real, resultem impossíveis para eles. Brincar a serem policiais ou preparar uma deliciosa comida em uma cozinha infantil lhes ajudará a compreender seu entorno, a organizar seus conhecimentos e a desenvolver a memória, a atenção, a imaginação e a criatividade.

Mesmo assim, é uma estupenda arma socializadora dado que ao colocar-se na pele de outro personagem, tem a oportunidade de simpatizar com os sentimentos, emoções desses personagens, e sair um pouquinho do seu “eu” habitual.

Também está estreitamente relacionado ao desenvolvimento da linguagem infantil já que dar de comer à boneca ou colocá-la para dormir, repetirá as frases que normalmente escutam nessas situações “come tudo” ou “é a hora de dormir”. Isso é o verdadeiramente importante, porque a criança começa a expressar verbalmente o que antes somente expressava com ações, significa que começou a brincar com as ideias adiantando assim, suas intenções, suas histórias, alimentando assim sua imaginação e potenciando e estimulando o desenvolvimento da linguagem.

Segundo Jean Piaget, famoso psicólogo e biólogo muito conhecido por seus estudos sobre a infância e por sua teoria do desenvolvimento cognitivo e da inteligência, o jogo simbólico se enquadra dentro de um período conhecido como Estádio Pré-operatório e se caracteriza por ter diferentes fases de maturidade.

No começo, aos 18 meses aproximadamente, o jogo simbólico é do tipo individual, para progressivamente se transformar em um jogo coletivo.

As crianças começam colocando em prática “como se…! Como se estivesse dormindo, como se estivesse comendo, ou projetam estes atos em outros: o ursinho dorme, o ursinho come.

jugar-con-amigos

Um pouco mais para frente, o símbolo é um pouco mais complexo, sua imaginação irá mais além quando um objeto se converte em outro: uma pedra é um carro, ou uma colher é um avião.

Desta maneira, pouco a pouco, o jogo simbólico é cada vez mais elaborado. Mediante combinações simbólicas (o ursinho vai caminhando para a escola), combinações compensadores (a criança brinca em comer coisas que na realidade não pode comer), liquidadoras (imagina que vai ao médico) ou combinações antecipatórias ( o ursinho comeu muito chocolate e agora tem dor de barriga, a criança poderá se expressar livremente, sem restrições, transformando uma situação estressante em outra ao seu gosto que lhe ajudará a se sentir melhor ou inclusive a superar seus medos.

Aos 3-4 anos o jogo simbólico começa a ser muito mais coletivo, com construções muto mais complexas, simulações onde intervêm vários personagens e onde as crianças se atribuem diferentes personagens chegando a realizarem autênticas representações teatrais em seus espaços de recreio (uma família com um animalzinho de estimação incluído que vão de férias, por exemplo).

Resumindo, o jogo simbólico ajuda a criança a compreender seu entorno,  a desenvolver sua linguagem, e imaginação, a superar situações estressantes e a simpatizar contribuindo ativamente em seu desenvolvimento emocional.

Por tudo isso, país, devem deixar brincar aos seus filhos, e sempre observar seu jogo, já que os proporcionará valiosas pistas sobre seu pensamento e suas preocupações se houvessem. Brincar é pois, uma forma de aprendizado importantíssima, que lhes conduzirá finalmente, a formar seu próprio pensamento.

Categorias relacionadas:

Compartilhar em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *