A reta final da gravidez

Já estás na reta final da gravidez, já falta pouco para ver-lhe a carinha, para tê-lo em seus braços, notar seu inconfundível cheirinho de bebê, tocar sua pele macia… em definitiva, falta muito pouco para dar-lhe todo teu amor incondicional enquanto o enches de beijos a sua bochecha macia.

Possivelmente até os últimos detalhes para a chegada estão previstos, preparados com todo carinho, o enxoval, os bodies de algodão, os conjuntos,…

Toda esta emoção ajudará a superar, até certo ponto, os incômodos que começam a supor uma barriga muito voluminosa. O que antes era uma barriguinha proeminente, agora começa a ser bastante grande. Chegou o momento de ir baixando progressivamente o ritmo de todas as tarefas para compensar o volume que se vai adquirindo. Ainda que instintivamente sempre se quer deixar tudo solucionado antes do nascimento, as mamães devem ser conscientes, e repousar, entender que se elas estão descansadas e baixam seu nível de exigência no relativo controlo da casa e do trabalho, isso repercutirá beneficamente no bebê.

iStock_000014892681XSmall

Entre os sintomas que mais percebem as futuras mamães, destacam a dificuldade para dormir, o refluxo gástrico, cansaço, as pernas pesadas, inchaço e dor nas costas.

Talvez uns simples truques podem aliviar alguns destes sintomas. Na hora de ir a dormir, normalmente funcionam muito bem, deitar de lado e colocar uma grande almofada entre as pernas. Com esta posição que eleva uma perna, se reduz a pressão e se melhora a circulação do sangue facilitando um descanso melhor. Existem almofadas maternais especialmente desenhadas com este propósito, alguns muito versáteis que se adaptam às necessidades de cada mãe e que, além, servirá no futuro como apoio para o bebê, para amamentar confortavelmente, para delimitar a zona da cama onde se deixa, para evitar quedas ou outros usos igualmente práticos.

O bebe se vai recolocando na zona pélvica e pressiona a bexiga, de modo que se percebe um desejo maior de ir ao banho, por isso, jantar mais cedo e fazê-lo de forma leve ao mesmo tempo que se reduz a digestão de líquidos justo antes de ir a dormir, ajudará por um lado a aliviar o refluxo e por outro lado a não acordar no meio da noite tão frequentemente para ir ao banho. Sem embargo, durante o resto do dia, é muito importante tomar muito líquido para ajudar o trânsito intestinal que também normalmente está afetado durante a gravidez. Se é possível dormir mais seguido sem tantas interrupções, no dia seguinte, as mamães estarão mais descansadas e poderão economizar energia para quando chegue o bebê.

Outra recomendação é tentar ter as pernas no alto todo o tempo que seja possível. A circulação somente se vê afetada durante os últimos meses de gravidez e poderia ocasionar ou piorar pequenas varizes ou aranhas vasculares. Além disso, enquanto se está com as pernas para cima, se estará descansando ou fazendo tarefas não tão pesadas e isso ajudará de passo com as dores nas costas.

Outro aspecto em ter em conta na reta final da gravidez é o cuidado com a pele para tentar evitar ter estrias. Ainda que a pele seja elástica, tem uns limites quando se vê submetida a um esticamento excessivo como no caso da gravidez. Se aconselha aplicar creme hidratante ou azeite anti estrias no peito e na barriga e ser muito persistente nisso.

Se realmente estas precauções sejam aplicadas, a reta final pode ser muito mais leve, permitindo disfrutar em todo momento do precioso grande momento que se está vivendo justo antes de ser mamãe.

Categorias relacionadas:

Compartilhar em:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *